sexta-feira, 16 de julho de 2010

Final de época no Trail do Almonda

No passado dia 11 participei em Torres Novas na 1ª edião doTrail do Almonda, prova com elevado nível organizativo, onde os atletas foram muito bem tratados e onde mais uma vez o trail nacional ficou a ganhar.

(Equipa do CLAC com alguns amigos Adelino, Carlos Coelho e José Pereira)

Depois de ter participado na Ultra Trail Serra da Freita sabia que não tinha recuperado a 100%, assim sendo tinha que fazer esta prova com alguma contenção e inteligência. Decidi partir na frente da corrida pois logo no 1º km havia uma subida muito técnica e para não perder muito tempo teria que entrar no grupo da frente, mas ainda antes do 1º abastecimento senti que as pernas estavam um pouco cansadas, após o abastecimento a parte mais difícil da prova, a subida às antenas pelo trilho PR3 do vale do Fojo, nessa altura com aproximadamente 6 km passo a ter a companhia do Vítor Veloso.
Fazemos a subida em marcha rápida, para mim esta é a parte mais bonita da prova, no topo da serra deixa de haver trilho pelo que vamos correndo e saltitando de pedra em pedra, chegados às antenas viramos num estradão à direita e aumentamos o ritmo da corrida, rapidamente chegamos ao 2º abastecimento, (10 km em 1h20) fazemos uma pausa e lá vamos nós desta vez para a descida até ao delta D'Aire, neste momento encontramos alguns atletas que se tinham enganado, não percebo como se enganaram pois o percurso estava todo ele muito bem marcado.

 A descida é algo técnica com muita pedra no chão e uma inclinação média o facilita a corrida mas temos de ter atenção, felizmente não tive problemas durante a descida mas foram vários os "malhos" que assisti.
A descida continuou em direcção à pedreira do Galinha e já perto do Alqueidão deixamos de correr em trilho para o fazer em estradão, o ritmo era perto dos 4'30/km e num ápice já estávamos no abastecimento dos 20 km (2h15) os abastecimentos foram 5 estrelas, sempre com água fresca, isostar, melancia, laranja, banana, barras de cereaisdo melhor que já vi.
A partir daqui o terreno passa a ser mais plano mas os quilómetros e a temperatura eram o principal adversário, continuo com a companhia do Vítor Veloso somos passados por alguns atletas que se encontram em melhores condições que nós.

Aos 24 km mais um abastecimento, passagem pela localidade de A-do-Freire e agora a corrida faz-se já com um cheirinho a Torres Novas.
Já faltava pouco, mas embora a cabeça estivesse bem comecei a sentir alguns problemas ao nível muscular, os vários kms a descer estavam agora a fazer-se sentir, quando cheguei ao último abastecimento aos 27 km, as coxas começaram a dificultar-me a corrida, sentia-me preso e passei a correr com uma amplitude de passada menor, o grupo agora era de 4 atletas, deixamos o estradão e entrámos no alcatrão, o ritmo aumentou (o que para mim não foi nada bom) tento acompanhar o grupo mas na descida junto ao campo de futebol comecei a ter cãibras nos quadricipedes (igual à Freita) o que me obriga a uma paragem, os companheiros de corrida seguem e eu sou obrigado a seguir em marcha, mas pouco depois recomeço a corrida no meu ritmo e lá vou seguindo pois sei que estou muito perto.
Pouco depois chego ao jardim das rosas com 3h17'40'' (oficial foi-me atribuido 3h18'09''!!!).

Sou o 48º atleta a cortar a meta, estou contente com o meu resultado embora os últimos 3 km tenham sido bem sofridos, mas penso que foi a Ultra da Freita a dizer-me que ainda era cedo para andar naquele ritmo.

Após mais uma prova fiquei a aguardar a minha Otília e alguns atletas do CLAC que se estrearam nestas andanças, aproveitei para conversar com alguns amigos e depois lá seguimos para o almoço.


Resultados completos em:

Terminei assim a minha época, este ano a "coisa" correu melhor, consegui fazer 21 provas, totalizando 509 km.
Participei em várias provas de estrada e de trail, mas destaco a minha participação em duas Ultra Trails 
  • III Ultra Trail Geira Romana - 52 km (23-05-2010)
  • V Ultra Trail Serra da Freita - 70 km (27-06-2010)
e ainda em duas Maratonas
  • 6ª Maratona do Porto (8-11-2009)
  • 26ª Maratona Cidade de Sevilha (14-02-2010)
Agradeço a todos os que me ajudaram e apoiaram durante esta época, em especial à minha Otília.

7 comentários:

Mário Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mário Lima disse...

Olá Brito

Estás feito um verdadeiro trailiano (eu até pensava que não tinhas feito outra coisa na vida senão subir e descer montanhas, mas afinal também fazes maratonas :) ).

Depois da "tareia" na Freita não se pode exigir muito pois se até o aço se dobra que dirá o nosso corpo com tamanhas façanhas.

O Brito as serras subiu e desceu
Fazem agora parte do seu rol
As Ultra Geira e Freita, as venceu
Só não correu foi as de Almourol.

:)

Parabéns

Abraços para ti, Otília e filhotes, uns valentes guerreiros.

Até breve.

joaquim adelino disse...

Parabéns Brito, descansa agora e bem porque o que vem aí não fica nada a dever ao que ficou para trás.
Abraço.

Vitor Veloso disse...

Parabéns Brito, estiveste muito bem. Obrigado pela companhia e aquela ajudinha. Fica bem e boas ferias para vocês.
Abraço e bjs
Família Veloso

Jorge Branco disse...

Grande época!
Parabéns!
Se nunca lá foste deixo-te uma sugestão para três provas para o ano que vem.
Circuito de Arouca – Senhora da Mó
Circuito dos 3 Cântaros (julgo ser um bom treino para a Freita em particular se for feito duas vezes).
Subida do Monte Colcurinho (está ainda lá podes ir este ano – Agosto - e não tem nada que saber é sempre a subir!)
Um abraço.

António Almeida disse...

Olá Brito
parabéns pela tua época, em grande...
Não posso deixar de valorizar o teu feito na Freita onde ao seres o último atleta a chegar no tempo estipulado demopnstra bem não só o teu nível atlético (indiscutível e reconhecido) mas também o enorme nível mental que foi necessário.
Por fim agradecer-te e à Otília a tua simpatia e companheirismo nas várias provas em que nos cruzámos.
Bom descanso e boas férias.
Abraço aos 4.

Lilá(s) disse...

Olá
Gostei das noticias para quem tem estado com tantos problemas nada mau o resultado, parabéns.
Bom descanso.
Beijinhos