terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Trail Castelejo

De manhã levantei-me com a ideia de ir fazer a caminhada aos Alvados na companhia da Otília e da Joana. Depois de uma curta viagem, chego ao local e começo a ver caras conhecidas, que ainda na semana passada estavam na Maratona de Sevilha.

Encontro os companheiros do meu clube, o CLAC - Entroncamento e logo vejo que há uma falta, ou seja um dorsal a mais. Embora saiba que ainda não tinha recuperado da Maratona de Sevilha e tenha passado o sábado a limpar trilhos para a prova dos "Trilhos do Almourol", não consegui resistir à paisagem que me envolvia.

Com um olhar de quem sabe que não devia..., peço à minha companheira Otília "autorização" para mais uma "Loucura".

Um colega do CLAC ( José Oliveira) empresta-me uns calções e com apenas uma garrafa de água na mão (que falta me fez um gel ou um isotónico") lá me faço aos trilhos.
Parti junto do Daniel (que se estreava nestas andanças) e dos colegas de equipa José Oliveira e Luís Rei. O início foi lento e o resto também, pois as inclinações e a tecnicidade do percurso não dava para grandes ritmos.
As paisagens são muito bonitas, mas confesso que nem vi muito as vistas, havia que ver bem onde se punha os pés. O percurso estava muito bem limpo e sinalizado (na minha opinião), mas mesmo assim antes dos 10km o Jorge Serrazina passa por mim (havia-se enganado), um pouco mais à frente lá passa ele outra vez por mim (novo engano) e até comenta em tom de brincadeira que hoje tinha de fazer mais quilómetros (deve de ser para o Mont Blanc...).Passagem nos 10 kms, com os pés bem molhados,depois de ter passado numa "piscina" natural.
Sou informado no posto de abastecimento, onde comi meia laranja, que vou em 32º lugar. Depois dos 10km e com uns tantos quilómetros a descer (nem sei quantos pois corri sem GPS), comecei a sentir os posteriores das coxas a prender, optei por reduzir o ritmo e no posto dos 15km parei para beber e alongar um pouco (não tinha gel nem barra energética e que falta me faz). Sigo em frente mas em ritmo mais lento (embora seja a descer), sinto um grupo a aproximar-se, sou passado por esse grupo onde ia o Agostinho, atleta da Barreira e pelo Vitor Ferreira, mentor do Cross da Laminha, que ao passar reconhece-me e me informa que por motivos pessoais não vai aos "Trilhos do Almourol", (nem sabes o que perdes Vitor, mas compreendo perfeitamente)

O piso passa a ser mais plano e volto a aumentar o ritmo, mas não sei quanto kms faltam. Mais um atleta que passa por mim, percebo que leva um garmin 305, pergunto-lhe com quantos quilómetros vamos, ele responde-me 17,8km, percebo que não posso seguir no ritmo dele e mantenho o meu ritmo. Passamos a igreja de alvados, entramos num quintal de umas senhoras que nos olham espantadas, mais um trilho e pouco depois entro no alcatrão, percebo que já falta pouco, aumento ligeiramente o andamento e chego ao fim com 1h54,00, 35º lugar da geral em 104 atletas chegados.

Percebi que em 8 dias ainda não tinha recuperado da Maratona (nem era necessário ir ao Trail para perceber isso) e que fazer uma prova como esta só com água não é boa ideia.

Balanço final, foi uma prova de puro trail em que tive a oportunidade de estar com malta que gosta disto (Anibal, Alcino, Homem), queria dar os parabéns ao Daniel Mainha pela estreia nestas andanças e logo com 20km nos Alvados.
Agora segue-se o Trail do Sicó.

4 comentários:

joaquim adelino disse...

Parabéns amigo Brito pela coragem, mas penso que foi arriscado, aliás a falta de meios energéticos revela exactamente isso.
Como também vou a Sicó encontramo-nos por lá.
Abraço.

luis mota disse...

Olá Brito!
Excelente companheiro. Deve ter sido uma prova deslumbrante.
É um risco efectuar uma prova dessa distância sem reforço, mas pelos vistos correu tudo bem.
Estive também a ponderar ir mas devido ao meu planeamento a prova não encaixava e optei por outra que será no próximo domingo.
Já li relatos de outros Amigos e ao que parece foi uma excelente prova.
Grande abraço,
Luís mota

Lilá(s) disse...

Chama-se a isso amor á camisola...e fico a invejar a paisagem.
Bjs

Vitor Veloso disse...

Olá Brito,

Admiro a coragens que teve em participar na prova, e sem reservas só com uma garrafa de agua, bravo!!

Alias vindo de uma Maratona, muito bom!!
Parabéns pela participação.

Então ate breve, nos trilhos de Almourol. Vou ter o prazer em conhece-lo pessoalmente.

Grande abraço

Vitor Veloso