domingo, 17 de abril de 2011

Trail, Trail, Trail e falta de tempo

Pois é amigos

Nas últimas semanas não tenho actualizado o EntroncamentoRunners com a regularidade que gostaria, mas participar e organizar provas faz com que a falta de tempo seja uma das contrariedades.

No dia 27 de Março

Participámos no III Trilhos do Pastor, prova onde nós iniciámos nestas andanças do trail.
Foi um dia que serviu para reencontrar amigos ligados a estas coisas das corridas em espaço natural e em contacto com a natureza.


Este ano parti com mais calma, pois já sabia o que me esperava depois do 2º abastecimento no Reguengo do Fetal.

O resultado final foi o melhor das 3 edições, terminei em 55º lugar com o tempo de 2h46:26

A Otília também melhorou em relação às edições anteriores, terminou em 160º lugar, com o tempo de 3h38:38

No final o tradicional almoço na companhia de muitos amigos

Dia 3 de Abril

Foi o dia dos Trilhos do Almourol, prova organizada pelo CLAC e que contou com a nossa ajuda. Após seis meses de trabalho e de uma última semana com muito poucas horas de sono foi com grande alegria que verificámos que no final do dia a maioria dos atletas que nos visitou saiu satisfeito.


Dia 10 de Abril

Primeira prova do circuito Ax Trail, prova de 30kms em linha com partida na Foz de Alge e chegada em Ferrarias de S. João.

Após algumas semanas sem grandes treinos e ainda a recuperar o sono, parti para esta prova confiante. Não conhecia a tecnicidade do percurso e embora a prova tivesse 1300 metros de acumulado positivo isso não me impediu de partir rápido, talvez demasiado rápido...

Parti na companhia do amigo Aníbal Godinho, o grupo que contava com uma dezena de atletas seguia em fila serpenteando o trilho que seguia sempre bem juntinho à ribeira de Alge, o piso era técnico um sobe e desce constante, com bastantes mudanças de direcção e com um piso bastante molhado. Passagem aos 10kms em 58 minutos, um pouco mais à frente sou ultrapassado pelo Alcino Serras e Albino Daniel (que se tinham enganado), um pouco mais à frente é a vez do Nuno Romão me ultrapassar e aproveita para perguntar quantos kms tinhamos, digo-lhe que temos 14kms ao que ele responde que já leva 20kms (6 kms a mais...). Continuo na companhia do Aníbal e dos manos Agostinho da Barreira, na subida para o 2º abastecimento no Casal de S. Simão, perco alguma distância pois não consigo caminhar à velocidade dos que comigo vão. Chego ao abastecimento com 2h20 e é aqui que o grupo se divide, pois quando eu chego a maioria dos atletas parte, fico apenas na companhia dos manos Agostinho, mas no início da descida, bastante técnica começo com cãibras nos quadricipedes e percebo que tenho de descer com cuidado.



Fico sozinho e já cá em baixo consigo correr, novo troço mais técnico junto à ribeira, a parte muscular começa a fraquejar quando chego aos 24kms os gémeos também já não estão bons, opto por caminhar mas mesmo assim tenho algumas cãibras, o calor é muito (a prova teve início às 10h30) paro algumas vezes para me refrescar na ribeira, vou sendo passado por muitos que me vão dizendo palavras de incentivo, mas o meu corpo não dá. Vou avançando lentamente e chego ao 3º abastecimento (26kms) e logo a seguir começa o calvário, 3kms de subida muito técnica com forte inclinação que dificultava bastante a progressão, no início deste trilho uma placa indicava que a duração era de 1 hora, mas na realidade para mim foi bastante mais, as cãibras não me largaram durante toda a subida e nem o gaiteiro consegui fazer-me correr.

Terminei a prova na companhia do amigo Vitor Ferreira em 85º lugar com 4h48:12 e com um empeno que nem vos conto.
A Otília também esteve presente e completou a prova em 119º lugar com 5h44:43

4 comentários:

luis mota disse...

Um conjunto de bons trilhos na região centro. Aproveito para vos felicitar pela participação e promoção deste tipo de eventos.
Bela corrida a do Almourol!

Ana Paula Pinto disse...

A montanha é, sem dúvida, um grande fascínio.

Parabéns pela vossa participação e, como nunca é demais referir, parabéns pela excelente prova do Almourol.

beijinhos

Chuva Vasco disse...

Uma prova linda e bem organizada.

Parabéns

Chuva Vasco

Mário Lima disse...

Brito

Aquela foto do "beija-chão" está um espetáculo. Se tivesses vindo de Roma seria normal ver tal posição do Entroncamento só pode ser um fenómeno.

:)

Não sei o que é isso de correr em linha pois pensava que era em patins, mas vejo-te agarrado à penedia para não ires de "patins" por ali abaixo, deve ser outra coisa. Almourol em linha também dá? No rio Zêzere pode ser que ainda se pesque alguma coisa.

:)

Belos percursos, boas fotos e o Amigo Brito, mesmo com o sono em atraso, faz por ir em demanda por trilhos e afins.

Abraços duplos!