terça-feira, 5 de outubro de 2010

12º Cross do Arco da Memória - Arrimal

No passado domingo eu e a Otília estivemos presente pela primeira vez no 12º Cross do Arco da Memória, realizado na localidade do Arrimal concelho de Porto de Mós, a prova realizada na serra é conhecida pela sua dureza e este ano contou à partida com a presença de 160 atletas em representação de trinta e três clubes.


A prova de características de montanha, numa extensão de 17,5km foi corrida debaixo de um dilúvio com ventos fortes à mistura o que somado à altimetria complicou bastante o nosso desempenho.




No entanto as condições climatéricas adversas não nos amedrontaram, bem como aos restantes atletas do CLAC - Entroncamento (13 no total), eu consegui concluir a prova com o tempo de 1.26’13’’ alcançando o 65º lugar da geral.


A Otília Leal terminou no 4º lugar em veteranas femininas (122º da geral) com a marca de 1h50'55''

Conclusão, a prova é dura mas fez-se

Saudações Trailianas

6 comentários:

António Almeida disse...

Olá Brito
claro que se faz, se até Almourol se fez...parabéns por mais uma, não fosse a prova de Portel e muito provavelemente teria marcado presença.
Abraço aos 4.

joaquim adelino disse...

Amigo Brito,
Apesar de em Alqueva não termos visto quase nada de Sol um pouca da vossa chuva dáva-nos algum jeito.
Parabéns pela vossa prova e pelo que sei a encher a caminho do Porto, não é?
Bons treinos e até lá.
Abraço.

CVR disse...

Já podem, fazer o download dos vossos Diplomas no www.ammamagazine.com

Vitor Veloso disse...

Olá amigos,
Parabéns pelas vossas participações.
Faça chuva ou sol o que interessa e participar e terminar bem, sem mazelas.
Bons treinos, ate Almeirim!
Bjs e abraços
Vítor Veloso

Team Santos disse...

Olá amigos,
mais uma prova, mais um dia bem passado a fazer aquilo que gostamos, mas esta foi uma prova com direito a banho dos pés à cabeça.

Bons treinos e até à proxima prova

Mário Lima disse...

Brito

Aqui estou eu vindo do tema anterior.

:)

POis é. Continuando, vocês mesmo com ventos fortes e chuva não deixaram os créditos por pés alheios e ali estiveram dando mais uma prova de boa condição física, pois pelo relatado a prova é dura (vindo de ti, até parece paradoxo) mas, como dizes, fez-se.

Tivémos sorte em Alqueva, algum vento mas nenhuma chuva durante a prova (pelo menos para mim).

Lá nos encontraremos em Almeirim para uma "Sopa da Pedra".


Abraços