quarta-feira, 3 de março de 2010

1ª Trail Terras de Sicó

No passado Domingo pouco depois das 7h30, partiram 5 atletas do Entroncamento com destino a Condeixa, objectivo participar no 1º trail Terras de Sicó.

Da comitiva fazia parte Eu, a Otília, o Daniel e os estreantes Jorge e Sandra. A conversa durante a viagem era a normal, Estórias de outras aventuras e desafios futuros (Ultra Geira Romana e Ultra Serra da Freita).


Chegámos a Condeixa com tempo de encontrarmos os amigos habituais, alguns esclarecimentos sobre os Trilhos do Almourol, levantamento de peitorais, tomar as últimas opções sobre que tipo de t-shirt levar (ou corta vento neste caso) e lá partimos para a aventura.

Fomos juntos nos primeiros kms até às ruínas de Conimbriga todos em grupo.




Mas a seguir vem a primeira subida, o pelotão ainda compacto e todo o pessoal ainda a correr, comento com o Jorge que correr poderá não ser a melhor das opções, pois ainda faltava muito pela frente, mas lá continuámos.
No final da subida já me tinha separado do resto do grupo, sigo confortável com ritmos cardíacos abaixo das 150ppm, apanho o Vitorino Coragem e seguimos juntos um pouco. A paisagem é espectacular, à nossa esquerda corre um rio com água transparente, que entre muros vai serpenteando o vale.
Os estradões dão agora lugar a carreiros mais estreitos e com alguma inclinação, o que me obriga a andar em ritmo rápido.

Os primeiros 10km são feitos em menos de 1h00, as inclinações do percurso são superiores às que tinha pensado, o que me obriga a gerir o ritmo para tentar acabar a prova com menos de 3h00.
Desde cedo que me vou hidratando, pois a opção de levar o corta vento e o gorro na cabeça, fazem-me transpirar mais do que o habitual, aproveito os postos de abastecimento, mas também o meu próprio abastecimento.

Vou correndo e apreciando a paisagem, no ponto de retorno quando vou na descida, sou encorajando pelo Jorge que se encontra do outro lado em plena subida, um pouco mais à frente cruzo com a minha Otília, que ainda iria fazer a zona do retorno, uma troca de olhares e um sinal de que tudo está bem.
Mais à frente alcanço o Vítor Ferreira, diz-me que não está 100% e que vai gerir a coisa para fazer sub 3h00, pensei nesse momento que seria uma boa companhia, seguimos juntos, mas o meu passo em subida (mesmo a andar) era superior ao dele e lá fui indo.


Passagem aos 20km em menos de 2h00, continuava bem, sem problemas musculares e com ritmos cardíacos na casa dos 155ppm. A paisagem permanecia bela, o São Pedro ajudava à festa, pois apenas caíram algumas gotas de chuva durante toda a prova. Os kms avançavam e começámos a entrar numa zona do percurso onde já havia caminheiros, sempre motivadores que nos incitavam a prosseguir.
Condeixa já estava perto, mas o carrocel não parava, mais uma subida seguida de uma descida, passo num cruzamento onde estava o Zé Magro, que amavelmente me diz "apenas faltam duas subidas".
Já bem perto do fim voltámos ao estradão inicial só que desta vez o que tínhamos subido agora era a descer, passagem pela ponte e subida até à zona das ruínas. Já faltava pouco, mas as forças também começavam a faltar, depois de tanto subir e descer já bem perto do fim sou obrigado a parar para alongar um pouco (os meus posteriores das coxas começavam a dar sinal), o Fernando Homem diz-me que é já ali (como se eu não soubesse), prefiro reduzir o ritmo para não ter de parar de vez.
Entro na recta da META e termino em 2h57, em 95º lugar.
Vou rapidamente tomar banho para regressar para junto da chegada, pouco depois chega o Jorge e a Sandra (estreantes nestas coisas) e um pouco mais e lá vem ela a Otília acompanhada do Joaquim Adelino, mais uns minutos e chega o Daniel.
Todos chegámos ao fim sem lesões e completamente rendidos à beleza da serra do Sicó, de menos positivo só mesmo a conduta de alguns atletas que vão deixando lixo nos muitos kms percorridos, esquecendo-se daqueles que durante gerações cuidaram daquele patrimonio e criaram aquela paisagem.

8 comentários:

NK disse...

Grande Prova!
e grande descrição!
Só espero que o gajo lá de cima ajude no Almourol...

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Muito bem Brito. Gostei de ler. Parabéns! Boa gestão do esforço e bom resultado!

Agora, aguardo o relato da Otília, sim, porque eu posso não deixar rasto, mas passo sempre por cá e gosto de vos ler.

Um beijinho para ambos

Ana Pereira

joaquim adelino disse...

Agora vamos ver o que nos reserva Almourol, aquele "olhe que não" deixou-me de orelha arrebitada.
Parabéns pela excelente prova realizada, e agradeço à Otília a companhia e os incentivos que me dispensou.
Foi pena na classificação final aquilo não estar bem, o par que está entre nós chegou atrás e não como está na lista.
Mas isso pouca importância tem.
Gostaria de vos ter por companhia na corrida de Domingo mas as vossas obrigações por certo vão impedir que isso aconteça.
Abraço e até Domingo.

Ricardo Baptista disse...

Brito e Otília,
Mais uma excelente prova para o vosso curriculum.
É triste haver quem quem deixe lixo propositadamente, mas há pessoas assim que com um sitio para o deixarem a 5 metros... fica muito longe!

Agora segue-se os trilhos do Almourol. Espero que corra tudo muito bem, tenho muita pena de não poder estar presente, mas vou ficar a torcer por vocês e pela prova aqui à distância.
Um abraço.

Mário Lima disse...

Brito

Para já os meus agradecimentos à Otíla pois quando lhe pedi dicas para melhor desempenho nas subidas disse que a andar, consegue-se muitas vezes subir melhor que aqueles que sobem a correr.

Foi o que fiz.

:)))

Não é uma prova fácil, depois de ler o teu relato e dos problemas inerentes à tua prestação, fiquei mais satisfeito.

No domingo explico o porquê.

:))

Gostei imenso das fotos que tens, que dá uma boa perspetiva do ambiente que rodeia uma prova destas, onde a natureza é rainha.

Então até os Trilhos de Almourol que serão os meus segundos e num espaço tão curto.

Abraços!

luis mota disse...

Olá Brito e Otília!
Mais uma excelente participação a vossa. Dou-vos os parabéns pela forma como encaram este tipo de aventuras.
Aproveito para desejar o maior sucesso para a primeira edição dos “Trilhos do Almourol”.
Luís Mota

Infinite Seeker disse...

Claro que não podemos esquecer a cereja em cima do bolo ou melhor a escarpiada na barriguinha! :D
http://www.cm-condeixa.pt/noticias/outras_noticia.php?id=236

António Bento disse...

ó Amigos
espero que estejam bem. passei para agradecer as palavras lá no tartaruga e as dicas para desafios - há provas que devem ser muito giras, a ver vamos!!! o desafio que tenho em mente é, com o devido respeito, um pouco mais ambicioso, mas brevemente o anunciarei :)
forte abraço, beijinho à Otília,
António, Tartaruga